Monday, April 24, 2017

A relação da Itália nas empresas de energia aqui no Brasil

A maior empresa de energia elétrica da Itália, a Enel, comprou a Celg-D da empresa de energia estatal Eletrobras na quarta-feira, enquanto avança com planos de expansão na América Latina.
A Enel SpA que venceu o distribuidor de energia do Estado de Goiás em um leilão com uma oferta de 2,18 bilhões de reais (US $ 647 milhões), está apostando na América Latina para apoiar seu crescimento futuro, ainda mais em países subdesenvolvidos.
Para a Centrais Elétricas Brasileiras SA, ou a Eletrobras, a venda da Celg-D é o primeiro grande passo em um plano para vender sua divisão de distribuição deficitária para pagar dívidas.
A Enel já possui ativos de geração e distribuição no Brasil e é o maior distribuidora de energia privada da América do Sul, presente em 5 países.
Gera 25% de seus ganhos principais na região, a maioria daqueles da energia verde e das redes, sendo que pretende investir 36% de seus investimentos de capital em América Latina com um foco afiado em grades espertas.
"Estamos muito felizes em ser selecionados pelas autoridades brasileiras para a compra de uma empresa de distribuição tão importante", disse Francesco Starace, CEO e gerente geral da Enel. "Goias é um mercado excelente."
A Eletrobras planeja vender seis outras empresas de distribuição de energia até o final de 2017. As ações da empresa subiram mais de 2% no início da negociação, mas depois desistiram da maioria dos ganhos para negociar planos com o fechamento de terça-feira.
A Enel, que já tem forte presença no mercado brasileiro com operações de geração, transmissão e distribuição de energia, foi a única empresa a licitar no leilão cego. Sua oferta foi de 28% acima do preço mínimo solicitado pelo governo.

"Estamos satisfeitos em iniciar o processo de venda das empresas de distribuição de energia com esse sucesso", disse o presidente-executivo da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr., a jornalistas após o leilão na Bolsa de Valores de São Paulo, BM & FBovespa.

No comments:

Post a Comment